quarta-feira, 30 de setembro de 2009

isso de você

é tão fácil amar você,
como quem desvenda um dia cinza ocioso
como quem vê graça nas próprios pés descalços
e se não fosse fácil amar você
eu amaria difícil
eu amaria de novo
mil vezes
o impossível

Nenhum comentário:

Postar um comentário