quinta-feira, 22 de outubro de 2009

Quero o branco - dizes

e não sei

não sei

hoje estou em brancos de porém

e não
namoro
o garoto novo

por que?

cadê o pássaro morto que voou com minha sede de querer?




ele liga...

não estou em mim, como atender?

garoto novo, ao alcance da mão, á estreitas quadras do meu portão.

estou em branco.


vou dormir e catar estrelas,

e deitar no silêncio de uma cama sem poemas

sem corpo oposto, ou símbolo, vontade

esboço


precisando falar com os franceses





e amar

urgentemente

amar

nem que seja uma sorte

eu não te namorar.

pra você que acha

mesmo

que pode me fazer mal

segredo: o dano mora comigo...

não provoques
nem mande mensagens
ou ligue no meio da tarde

saber como estou?

vou bem. très bien.

qualquer hora sou eu que te aceito
e te tiro o porém
rindo
leve
como quem fatia um bolo.      

teu coração querendo falar com o meu

não vou atender

só pode ser engano










bonne

Nenhum comentário:

Postar um comentário

i Sem PingOS