domingo, 11 de abril de 2010

falsos santos só descansam quando os pecados são cantados como orações
dormirei no chão do quarto
vendo anjos enfumaçados
eu queria estar seminua, lendo poemas em voz alta
zanzando pelo quarto com uma taça na mão
e fazer sexo sem nem notar q o fazia, pq meu gozo ja era outro e se chamava poesia
sim, tem pra mim a escrita, isso que as vezes chamam de corpo, amor
desejo
solidão
e cruel empatia
as vzs me sinto um bicho
cheio de vontades e instintos, domesticado
pronto pra abanar o rabo pra copula ou pra chefe
só pq assim tem q ser
mas um bicho que na verdade
tem vontade de correr e morder
de estraçalhar
de uivar sozinho, extasiado
pelos feitos meramente instintivos

Um comentário:

  1. Seu texto me cativou desde a primeira palavra até última. Ele é vivo por si só, é o que senti. ADOREI!

    ResponderExcluir

i Sem PingOS