sábado, 29 de maio de 2010

Como me arrependo de não ter bebido mais...
Não só e também isso.
Arrependida de não ter passado na Koralle e assim não ter mais do azul que eu preciso, que eu nem sei bem qual é, mas sei com certeza que não é nenhum-zinho dos pigmentos que tenho aqui, a tela se arrasta, logo quando quero terminar - Sim, como me arrependo de não ter bebido mais ¬¬'

E porquê infernos amanhã é dia de faxineira no apartamento, e diabos mais uma semana que nada se move da mesa de desenho, e mais um sábado que sairei perambulando pela Cidade Baixa procurando qualquer coisa pra fazer que não seja escutar aspirador de pó e todos os outros ruídos provenientes de mãos não necessariamente ordeiras... 
Odeio reclamação, tanto quanto detesto me sentir insatisfeita, eis o que um azul não faz: invertendo meus valores básicos. Ok. Concentrarei, amanhã Koralle, talvez cruzar o parque e brincar com meu sobrinho, depois um chimas com a Flávia ou o Briza, pessoas boas, coisas boas, risadas e possível falta de coerência. Depois pintar e decidir se vou naquele aniversário que não tô com a mínima vontade de ir porque tenho outro pra ir no domingo...que esse sim, é imperdoável não ir. 
Quero o sábado perfeito, que inclui comer bem e não aquelas refeições toscas e corridas da minha semana, beber uma boa cerveja, produzir, rir, se possível o tempo todo como sempre, e em algum momento da noite, estar sentada na escada do quintal com meu pulguento enquanto tenho grandes idéias sobre o que pode ser melhor pro resto de uma noite de sábado: um aniversário burocrático ou qualquer outra frugalidade doida que me dê prazer :D
Enquanto isso desenho de mesa de bar que eu e Diogo fizemos em julho passado quando ele teve por POA, essa semana vou procurar os que eu fiz enquanto bebia pelo Rio, rs...

Um comentário:

  1. o sol é vermelho, quando entra pela janela do banheiro de casa, no fim de uma tarde de outono... hj fingi q isso era novidade, e sentei -me no corredor para observar.

    ResponderExcluir