quinta-feira, 29 de julho de 2010


O problema não é você, não sou eu é esse monte 


de
coisas que resolveram jogar no nosso colo enquanto tentamos simplesmente caminhar e não precissávamos de tanto                                                           peso pra nos machucar as costas.
Mas ainda assim te respondo com um não olhar: é como saber onde se deveria estar.

Nenhum comentário:

Postar um comentário

i Sem PingOS