segunda-feira, 13 de dezembro de 2010


       Gostava de metáforas
       de passar o dedo em móveis empoeirados
        riscar vidro molhado de chuva
            de vez em quando inventava um mundo sem porquês

2 comentários:

  1. [que melhor reinvenção para o mundo? Sem traves ou entraves]

    um imenso abraço, Gabi

    Leonardo B.

    ResponderExcluir
  2. "Quando eu vim pra esse mundo
    Eu nao atinava em nada

    Hoje eu sou Gabriela
    Gabriela, sempre Gabriela"

    Àquela que tem um nome tão conhecido no imaginário nacional... Eu desejo um dia cor de maçã vermelha com uma explosão de suco em cada mordida... Que tu te lambuze e aproveite cada segundo doce do teu aniversário.

    :)

    ResponderExcluir

i Sem PingOS