terça-feira, 21 de junho de 2011





imprimia novos gestos sempre que se sentia acolhida
descobria que haviam cores que não usava
no fim do dia limpava os dedos nas bordas do coração



                                              

Nenhum comentário:

Postar um comentário