terça-feira, 26 de junho de 2012

pureza




não consigo não me apaixonar por ti, ou por teus vieses, são tantas partes tuas, são tantas partes minhas. te amo. indelével. teu cheiro anda pela casa, e está na rua quando saio só, está na pressa dos meus passos, se sei que vou te encontrar, teu ser me guia onde quer que eu vá. é como ouvir teu riso de alegria sentada no silêncio mais silencioso de toda a Terra, é como ter uma cachoeira no coração, vertendo a mais pura existência por todos os poros do corpo. te amar. te ter. são frequências irmãs. então eu ando por aí com esse imã imenso nas mãos. porque o amor puxa, uma mão na outra, um passo que canta, um riso que corresponde, e um jeito que não  tem igual.

Nenhum comentário:

Postar um comentário