terça-feira, 26 de junho de 2012

uma e outra




                    Dói
Tanto por dentro
        quanto por fora
                 no âmago a dor se mistura

          Vira um intenso toda una.






Todo poeta secreta
dos ares desilusão
saem de seus dedos coisas certas
mesmo que na mente seja tudo confusão





                                 Sorria com os olhos
tocava a vida pela primeira vez
          no sorriso a certeza de querer fazer aquilo para sempre.

Um comentário: